Bom dia, hoje é sábado 08 de Agosto de 2020

Leitão afirma que terá apoio de ministros de Bolsonaro e de 50 prefeitos de MT
'Nilson explanou que além do apoio do partido, o resultado obtido na eleição de 2018, quando obteve mais de 330 mil votos o credencia para a disputa'
Publicado em: 13/02/2020 ás 15:48:00 Autor: Jefferson Oliveira / Karollen Nadeska
Fonte: Estadão MT

 

 

Nilson Leitão (PSDB), ex-deputado federal, confirmou na tarde desta quarta-feira (12), que será o candidato tucano na eleição suplementar ao Senado que será realizada no dia 26 de abril. Leitão afirmou já contar com apoio público do partido e também do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), que é líder do governo do Estado na Assembleia Legislativa. 

O pré-candidato também detalhou uma conversa que teve com o governador Mauro Mendes (DEM), quando pediu que nenhum prefeito sofresse retaliação do governo por apoiá-lo na eleição para o Senado.

“Eu disse, governador espero que nenhum prefeito nosso seja retaliado e que, mesmo o senhor tendo candidatos ao seu entorno, nenhum prefeito ou cidade governada pelo nosso grupo seja retaliado devido as eleições. E ele (Mauro) me disse: vou fazer mais que isso, se alguém me ligar eu vou dizer que está liberado para te apoiar”, revelou.

Leitão ainda contou que nos diretórios tucanos da região Araguaia o seu nome tem bastante apoio.

“Eu ouso dizer que sou do Nortão, já fui prefeito na região e o apelo aumentou e muito. Em Alta Floresta, entidades estão reunidas querendo a nossa eleição, e no Araguaia o sentimento não é diferente. Eu coloquei emendas nos 141 municípios. Em resumo, o que eu quero dizer é que a nossa candidatura é muito bem avaliada”, falou.

Nilson explanou que além do apoio do partido, o resultado obtido na eleição de 2018, quando obteve mais de 330 mil votos o credencia para a disputa. O resultado foi obtido em uma maré contrária, segundo ele, pois o presidente Jair Bolsonaro e o governador Mauro Mendes eram de outros grupos.

Para finalizar, o pré-candidato explicou que tem uma base com apoio de mais de 50 prefeitos e que pretende ampliar essa base nos próximos meses. 

“Eu posso afirmar que venho bem calçado de Brasília para cá em termos de apoios políticos. Três a quatro ministros do governo Bolsonaro já disseram que me apoiam e já declararam ao presidente o apoio a minha candidatura. Não sou um candidato do PSDB jogado às traças”, concluiu.

Notícias relacionadas