Bom dia, hoje é terça-feira 11 de Dezembro de 2018

Paranaíta sobe de Categoria na classificação do Turismo Brasileiro, conforme MTur
''Na categoria C, estão Paranaíta e Alta Floresta e mais 23 municípios''
Publicado em: 05/03/2018 ás 10:42:00 Autor: Seadtur - MT com Redação

Os municípios mato-grossenses melhoraram sua posição na categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro do Ministério do Turismo (MTur). Esse instrumento é importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios e serve também como balizador de políticas para o setor e direcionamento de verbas federais.

Os dados atualizados são de 2017 comparativos ao ano de 2014, quando foi realizada a primeira categorização. A atualização da categorização foi divulgada em Fevereiro pelo Ministério do Turismo e revelou um crescimento, em todo Brasil, da atuação do turismo em 358 municípios.

Mato Grosso tem 94 municípios inseridos no Mapa do Turismo, Paranaíta e mais 15 deles conseguiram subir de categoria, enquanto três desceram. A partir de quatro variáveis de desempenho econômico - número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais – os municípios são divididos por letras, que vão de ‘A’ a ‘E’.

Em Mato Grosso, apenas Cuiabá figura na categoria A, ou seja, possui maior participação na economia do turismo. Na categoria B, o número de municípios saltou de cinco para nove. Na categoria C, em que estão Paranaíta e Alta Floresta, estado tinha 19 e agora figura com 25 municípios. Na categoria D, o total de municípios mudou de 63 para 52; e na E o estado foi de seis municípios para sete.

De acordo com as regras do Ministério do Turismo, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico.

APOIO DO MTUR - Segundo portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades de Chapada dos Guimarães, Poconé, Primavera do Leste e Sorriso agora podem contar com até R$ 500 mil por ano para realização de festejos.

Os municípios de Campos de Júlio, Confresa, Diamantino, Juscimeira, Nobres, Nova Bandeirantes, Paranaíta, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Santo Antônio do Leverger podem receber até R$ 400 mil. Jauru e Nossa Senhora do Livramento passam a ter até R$ 150 mil para a finalidade.

Todos os municípios – de A a E -, estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; de orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, de ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.Incluída nas 16 Regiões Turísticas de MT, a Região Turística Amazônia Mato-Grossense, abrange os municípios de: Alta Floresta; Carlinda; Nova Bandeirantes e Paranaíta.

 

Notícias relacionadas